Travessia Angra – Ilhabela

06

mar 2016

Por:digitalpixel
Blog

Ilhabela é considerada a Meca dos velejadores. Local ímpar, maravilhoso, com ventos constantes e com ótimos pontos de ancoragem.

Como tínhamos tempo, resolvemos fazer a perna de ida com várias paradas, conhecendo e desfrutando de tudo o que esta travessia pode oferecer, pois a região é singular.

Saímos de Bracuhy no dia 06 de março de 2016 pela manhã com destino a Paraty, enseada de Paraty Mirim. Ao fim da tarde, após quase cinco horas de navegação o TUCANNUS fundeou no lado norte da Ilha da Cotia, local extremamente abrigado e por isso point de velejadores que querem passar uma noite tranquila a bordo.

Ficamos mais um dia curtindo o local e na manhã do dia 08 saímos da Enseada de Paraty Mirim às 06h00 em direção à Ilha Anchieta. Abrimos bem para passarmos mais distantes da Ponta da Juatinga, e logo aproamos a ilha. Após dez horas de navegação, hora com vela e hora com motor, ancoramos no fim da tarde na enseada de Palmas. Ilha Anchieta.
Destaque para as ruinas do antigo presídio estadual e para as belas trilhas.

No dia 11/03 levantamos âncora por volta das 08h00 e por volta das 13h00 chegamos no Iate Clube de Ilhabela, que nos ofereceu uma poita, acesso a água potável e a combustível. Uma acolhida digna de menção e elogio. O pessoal do Iate Clube de Ilhabela sabe receber bem os velejadores que por lá passam.

Ficamos na cidade por mais três dias, conhecendo suas praias, lugarejos, trilhas e outras maravilhas que só Ilhabela tem a oferecer.

No dia 14/03 levantamos âncora às 05h00 e após uma velejada de 15 horas, chegamos na Enseada do Sítio do Forte por volta das 20h00 onde passamos a noite.

 

Ainda não recebemos comentários. Seja o primeiro a deixar sua opinião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rua Lorem Ipsum n°1200 Belo Horizonte / MG

(031) 98634-5123

reservas@tucannus.com.br